DE BOOKAHOLIC A ESCRITOR

por Geisiane Alves

Você é um(a) bookaholic? Ótimo! Mas que tal criar seus próprios universos para que outros possam viajar e sonhar com suas histórias?

book-1358435_1920

Pessoas que vivem no mundo dos livros um dia podem despertar para escrever suas histórias e, com isso, deixar que outros bookaholics possam se encantar e soltar sua imaginação. Há tantas vidas para viver, tantos personagens para se apaixonar, tantos cenários para visitar e sensações experimentar, mas sempre há espaço para novas aventuras.

Quando você já tiver lido tantas histórias que transborde o anseio de escrever uma também, don’t be scared about it! Coloque, sim, no papel o que vem tomando a sua mente e coração. Lembra-se de como se sente toda vez que abre um livro novo, a ansiedade maravilhosa do que guarda aquelas mágicas páginas? Então, já pensou que pode provocar esse mesmo sentimento em outros leitores compulsivos como você?

Mas é preciso fazer a sua parte, escrever, se entregar de alma e corpo à nobre tarefa. Que tipo de história lhe agrada, bookaholic: bem escrita, envolvente, romântica, real, leve, densa, longa, curta…? O ponto aqui é: escreva o que lhe dá prazer! Quer que o romance seja o tema central do seu livro ou que a fantasia impere? Não importa, desde que nessa equação haja o elemento paixão. Apaixone-se você primeiro pelo enredo, herói ou anti-herói, pelo desfecho…, enfim, coloque amor no que fizer, então ficará mais fácil para as pessoas se apaixonarem também.

 

Então, bookaholic, quer ser um escritor?

As leituras que fizemos até hoje cooperarão com certeza para as histórias que vamos escrever ou já estamos escrevendo, pois cada livro que lemos nos inspira, nos muda de alguma forma, e se é assim, por que não ser também uma inspiração para alguém e engendrar outras vidas para se viver com nossas histórias ainda não escritas?

Está pronto para avançar um pouco mais e publicar a sua história? Passar de bookaholic a escritor? De uma coisa pode ter certeza: será inebriante “quebrar” a cabeça ou simplesmente deixar fluir a escolha do enredo, se tal clímax está certo ou errado ou ainda se o protagonista ficará com quem deveria ou outra pessoa, mas não tem preço a chance de alinhar seus pensamentos e ideias mais mirabolantes e pô-los no papel, no intuito de que outros possam também se “perder”, ops, se encontrar nos novos mundos.

É claro que apenas criar as histórias não será o fim, ainda faltará outra etapa igualmente essencial: publicar um livro. Exatamente! Nada de escrever e depois guardar na gaveta e ter somente como pauta para assuntos: “ah, escrevi um livro”. Ou “Sou um bookaholic”. E…? Você pode ser um(a) escritor(a) e ainda ser um bookaholic! Já falamos muito sobre metas, mas nunca é demais. Sabe a Lei da Atração? Você já está mentalizando e atraindo o seu tão sonhado livro a partir do momento em que traçar as primeiras linhas. Isso mesmo! Escreva um livro, publique um livro e faça suas histórias saírem dos sonhos para, então, levar outros a sonhar. Você pode, se quiser, é claro! A pergunta é: até que ponto está disposto a ir para alcançar leitores com a beleza de seus sonhos?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *