Como fazer um livro

por Geisiane Alves

writing-1043622_1280

Muitos escritores iniciantes têm medo de publicar sua obra e não alcançar o leitor ou não ter bem recebidas as suas ideias. Mas, como bem expressou Rubem Alves: “O escritor não é alguém que vê coisas que ninguém mais vê. O que ele faz é simplesmente iluminar com os seus olhos aquilo que todos veem sem se dar conta disso”. Outra razão para o escritor não publicar um livro, e que pesa bastante, é o fato de não saber como fazer um livro.

É importante, então, ater-se a alguns passos determinantes para entender como fazer um livro: em que tipo textual se encaixa o seu conteúdo intelectual: romance, receitas, biografia, relatos, conto, poesia, etc.? Qual o público tem em mente: crianças, adolescentes, new adults, pais, professores, religiosos, etc.? Que estilo quer adotar: rebuscado ou simplista? Quais personagens vai inserir? Quantos e quais capítulos pretende escrever? Enfim, é necessário refletir antes de “pôr a mão na massa”, como dizem, para fazer um livro, sabendo para quê/quem almeja escrever.

Tendo respondido a essas questões, é o momento de escrever, de passar para o papel as suas ideias, em linhas “mal traçadas” mesmo, para que o seu projeto comece a ganhar formato. Somente no final, deve-se concentrar a atenção em lapidar o texto, refinando as palavras e pensamentos que podem estar desconexos, a fim de comunicar com mais eficiência a mensagem que se quer passar.

Após ter (re)escrito, (re)lido, (re)estruturado, inserido/riscado pontuações, expressões e excertos, pode-se começar a pensar nos meios de publicação de livros: editora convencional ou publicação independente? Livro impresso ou digital?

 

Mas qualquer editora pode fazer o meu livro?

Fazer um livro pelas grandes editoras, as tradicionais, ou pelo menos tentar, na maioria dos casos é uma trajetória bastante sofrida, quando ainda se obtém um retorno. Pouquíssimos autores são “aceitos” pelas editoras convencionais, e aqueles que se arriscam a encaminhar-lhes seus originais podem se deparar com a rejeição ou nem obter resposta. Hoje, quem consegue se sair bem nesse mercado são, consubstancialmente, artistas, apresentadores de TV, jornalistas de renome e, mais recentemente, os famosos Youtubers. Sem contar que, em termos financeiros, torna-se uma situação considerada por muitos como inglória, pois além de não ser o detentor dos Direitos Autorais enquanto tiver contrato com a empresa, na distribuição dos rendimentos das vendas dos livros, a sua porcentagem é a menor.

Por essas razões, ao se decidir fazer um livro, optar pela publicação independente, muitas vezes, é o melhor caminho. Além da autonomia de lidar com a sua obra e controlar todas as etapas para fazer um livro, é um processo que traz realização. No entanto, pesquise e investigue a editora antes de concretizar o contrato. Aquele ditado “É melhor prevenir do que remediar” é bastante válido e se aplica ao caso. Veja os trabalhos já publicados por ela, as indicações de outros autores e procure antever o comprometimento ou descuido da equipe.

Entretanto, nós, da All Print Editora, podemos lhe auxiliar. Atuando no mercado livreiro nacional há 24 anos, somos uma empresa reconhecida nesse segmento, executando com comprometimento e qualidade cada projeto que chega a nossas mãos, e ficaremos honrados de fazer o seu livro e tornar pública a sua obra. Prezamos incluir o autor em todo processo, atendendo-lhe e o orientando para que o resultado final exceda as suas expectativas. Nós cuidamos de toda parte técnica e burocrática para que você, caro(a) escritor(a), não tenha que se preocupar desnecessariamente e aproveite ao máximo a conquista de realizar um sonho. Ah, sobre divulgação? Nós também lhe auxiliaremos, pois temos parcerias com importantes livrarias e distribuidores.

Ficou interessado? Entre em contato conosco e peça já seu orçamento!

 

Foto ilustrativa: designed by Pixabay.com