Escrever…

 

por Geisiane Alves

esvcrever

Uma teimosa persistência traduz o absurdo de ser escritor.  Por que escrever? Tudo se resume a construir objetos, pessoas e mundos por meio das palavras. Há o fascínio de tornar o texto o seu espaço encantado, transitando entre certezas e ficção. É sentir as palavras, usar o imaginário e extravasar a magia que reverbera pela escrita, debruçada em construções inesgotáveis pelas operações de seleção e descarte para alcançar um conteúdo emocional, racional e estético significativo. Sobre a paixão de escrever? É um exercício com caráter lúdico de decifrar as melhores relações para as palavras atingirem o seu propósito, seja de instruir, entreter ou satisfazer o horizonte de expectativas de quem escreve e de quem lê. Pois, é justamente esse jogo que torna tudo tão excitante e inédito!

Quero escrever, mas como e sobre o que escrever?

É notável que se inscreve no cenário atual de ideais insurgentes, em um mundo cada vez mais desordenado e complexo, uma busca imediata do homem por desdobramentos harmoniosos para seus conflitos intrínsecos e externos. E escrever pode ser uma saída para desabafar todos esses sentimentos que transbordam do coração e da alma do ser humano.

No entanto, escrever histórias que evidenciam o indivíduo, as suas inquietações existenciais, aspirações, medos, infortúnios e ainda fornecer resoluções para os problemas universais, seja adulto ou criança, é tarefa para os fortes, como dizem. Pois, conforme o público para o qual escrever e os objetivos que se quer atingir, a abordagem tem de ser diferente. Para as crianças, por exemplo, a inserção de elementos que indiquem a ambivalência inerente à personalidade humana e a relatividade do que é certo e errado pode despertar entendimentos sobre a conduta humana e os valores que vigoram no convívio social, ponto bastante relevante. Já os leitores infantojuvenis, principalmente, precisam ser provocados a adquirir uma capacidade de reflexão mais incisiva, uma leitura de mundo mais crítica.

A motivação para escrever pode estar tanto em contribuir para a formação de um leitor consciente e reflexivo, que pode ser provocado pela inserção de valores, ideologias e diversos temas, como também fazer uso da fantasia, um mecanismo inventado pelo homem para fugir da realidade e das dificuldades que a cercam, funcionando como uma válvula de escape das diversas emoções que o oprimem.

Para escrever, vale uma dica: os leitores anseiam por encontrar novos caminhos que ilustrem de forma mais espontânea e criativa as suas realidades. Além disso, é preciso ter em mente que o leitor tem exercido papel importante em determinar os significados do texto lido, os quais são construídos no processo de leitura.

Desse modo, o escritor, seja com seus enredos entremeados por grandes amores, aventuras e crueldades, verdades e ensinamentos, é um sonhador, poeta ou mestre que busca tratar dos problemas universais, dos sentimentos, provocar mentes e a criatividade, etc. Entretanto, é imprescindível que o escritor acompanhe as transformações em vigor na época e no contexto em que vive para, assim, relacionar-se de uma forma mais atrativa e contundente com o leitor contemporâneo.

Então, escritor, a partir de agora, permita-se ser lido pelo mundo. Não fique mais intimidado por ser um autor iniciante ou por não estar seguro do seu talento. Nós, da All Print Editora, ficaremos honrados em publicar o seu livro.

Entre em contato conosco e agende uma visita!

 

Foto ilustrativa: Designed by Pixabay.com