Escrever um livro

por Geisiane Alves

writing-1209121_1280
Desafio é uma das palavras que definem o ato de escrever um livro. Mais do que dar asas à sua imaginação, transferir para o papel os seus conhecimentos, conceitos ou mesmo divagações, é tornar público o que você pensa e ainda envolver o leitor no processo.

Quem escreve um livro geralmente tem um objetivo, anela, quem sabe, fazer a diferença, mudar vidas com suas histórias; quer realizar algo que ficará gravado nos corações e mentes das pessoas, marcando gerações.

A decisão de escrever um livro pode ser impulsionada por diversos fatores, como incentivo de amigos, familiares, alunos, clientes ou mesmo professores. A verdade é que essas pessoas podem ser importantes canais para lançar o desafio que instigará o surgimento de autores criativos e bem-sucedidos.

Por que escrever um livro?

Essa é uma pergunta bastante importante, pois fazendo esse questionamento a si mesmo é que serão desvendadas as suas reais motivações para escrever um livro: se para expor estudos, aprendizagens, memórias, acontecimentos históricos, homenagear alguém, instruir, guiar ou mesmo provocar o leitor nos mais diversos assuntos, ou ainda para proporcionar deleite com seus enredos fantasiosos. Além de ser uma oportunidade muito gratificante de fazer uso da intuição, do imaginário e até mesmo do pensamento crítico, é o momento de dividir formas de viver, ajudar em algumas situações, servir de espelho para mudar realidades.

Ao se propor a escrever um livro, você estará automaticamente reconhecendo suas potencialidades, permitindo-se expor ao público e compartilhar suas realizações e experiências intelectuais, materiais e espirituais, por exemplo.

Escrever um livro pode ser uma experiência prazerosa e de autodescoberta. Não pense que para escrever um livro é preciso criar algo absolutamente novo, reinventar conceitos, mas se trata de acoplar uma série de aprendizados adquiridos ao longo do tempo, dando, claro, o seu olhar e o seu toque.

O fato é que tem pessoas que precisam lhe ouvir/ler. Então, não seja barrado pelo medo de se manifestar, esteja convicto de que tem um tesouro guardado aí com você, o qual precisa ser notado e apreciado.

O que pode me diferenciar na hora de escrever um livro?

Você quer causar impacto quando escrever um livro? Quer que o leitor seja alcançado pelas suas narrativas, recontagens, poesias, dissertações ou mesmo encorajamentos?

Ao idealizar e escrever um livro, você tem de ter definido muito bem o que quer – moldar pensamentos, incitar sonhos ou provocar ponderações – e estar disposto a sair da zona de conforto. Mas, não basta lançar ideias no papel, tem de haver um refinamento, uma harmonia dos sentidos para serem assimilados por aquele que se deleitará com a obra. Selecione então o que deve estar no livro e vá amarrando as ideias pelo caminho. O fato é que tem de haver uma estrutura, com início, desenvolvimento e fim. Pois, mais do que ter ideias é saber como dispô-las, a fim de gerar no outro conscientização, despertar sentimentos positivos e instigar, sobretudo, mudanças.

Assim, além de ser dedicado e fazer um bom trabalho, não seja receoso em ser mais intimista e natural, pois nem sempre o rebuscado e o complexo tem mais sucesso. Dica importante: comunique suas percepções de forma atrativa para atingir um grupo mais abrangente.

Escrevendo o livro, a All Print Editora vai lhe ajudar a editar e publicá-lo, pois trabalhados com uma equipe bastante profissional e criteriosa que cuidará do seu projeto.

De uma coisa pode ter certeza: você pode realizar o seu sonho. Você já sabe o segredo…

Já se decidiu? Então entre em contato conosco e peça já o seu orçamento!

 

 

Foto ilustrativa: Designed by Pixabay.com